Related Content

Danny Granger
Photo Credit: Issac Baldizon

Danny Granger quer esquentar com o HEAT

Não faz muito tempo que Danny Granger estava liderando o Indiana Pacers nos playoffs contra o Miami HEAT. Aperte “fast forward” para o presente, em meio a uma nova era para a organização do HEAT, e agora Granger tem a palavra “HEAT” estampada no peito.

“Foi meio estranho,” Granger disse. “Sabe, nós batalhamos com o HEAT tantas vezes quando eu jogava em Indiana. É simplesmente um time muito único que juntamos aqui.”

“Estive do outro lado da quadra tantas vezes, e tê-los do seu lado é algo especial.”

Granger teve média de 13,3 pontos naquela Semifinal da Conferência Leste de 2012 contra Miami, que o HEAT venceu em seis jogos. O ex-All-Star jogou mais tarde pelo Los Angeles Clippers, antes de concordar em assinar com o HEAT durante a janela de transferências.

Uma das principais razões para que Granger, que tem aproveitamento de 38,1% em chutes de 3 pontos na carreira, assinasse com o HEAT foi o sistema ofensivo de “Ritmo e Espaço” que Erik Spoelstra comanda.

“Eu estudei o quão duro é defender a linha de 3 pontos quando eles estão movendo a bola, abrindo espaço e todos estão tocando a bola,” Granger disse. “É um ataque muito difícil de se marcar, então, agora que estou nele, estou tentando aprender e espero ser muito eficiente nele.”

Algumas lesões empestearam Granger recentemente, mas ele não deixou que isso atrapalhasse seu progresso. Ele vem trabalhando e treinando desde o fim de semana do Dia do Trabalho americano (celebrado em 1º de setembro) e, até antes disso, Spoelstra o viu em L.A. e disse que ele “já estava em boa forma física.”

Todo esse trabalho duro parece estar rendendo para Granger, que tem conseguido passar por tudo sem limitações nos primeiros quatro dias de camp de treinamentos.

“Eu simplesmente gosto do fato que ele está lá dentro, está saudável, se sentindo ótimo quanto ao seu corpo, e está superando uma grande fadiga nas suas pernas, o que é um ótimo sinal,” disse Spoelstra. “Não é fadiga ou dor em seu joelho. É fadiga de trabalhar todos os dias, duas vezes por dia, o que ele não era capaz de fazer há não sei quantos anos. Este é um ótimo sinal.”

Outro ótimo sinal para Miami é que Granger parece ter algo a provar, o que também pode ser dito da maioria do time.

“Muita gente tem me descartado por causa da minha lesão, o que é normal para mim,” disse Granger. “É só uma questão de eu ficar saudável e fazer o que posso fazer, e estou confiante em mim mesmo. Sempre estive, e pretendo mostrar isso.”

Foi exatamente isso que Granger fez no Red, White & Pink Game apresentado pelo Baptist Health Breast Center, jogo-treino aberto ao público na noite de quarta-feira. Granger marcou 12 pontos com aproveitamento de quatro em oito arremessos, distribuiu quatro assistências e continuou a mostrar o progresso que vem fazendo em sua recuperação.

Durante o jogo, numa entrevista com Jason Jackson, Granger pareceu empolgado com sua nova casa.

“Estou feliz em estar aqui. É uma ótima organização,” Granger disse. “Eu amo Miami.”

NEXT UP:

  • Facebook
  • Twitter