Adriano Albuquerque é jornalista esportivo e serviu como editor e repórter do site BasketBrasil (http://www.basketbrasil.com.br) por cinco anos, entre 2005 e 2010. Já passou pelas redações do diário LANCE! e do site Globoesporte.com, e cobriu diversos esportes como basquete, futebol americano, futebol, beisebol, streetball, tênis, vôlei e natação. Também foi assessor de imprensa da Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro e do Botafogo Mamutes. Atualmente, cobre MMA para o SporTV.com. É torcedor do Detroit Pistons desde os tempos dos Bad Boys de Isiah Thomas, Joe Dumars e Bill Laimbeer.

Natal de Definição de Papeis

O Natal é uma data tradicional de jogos da NBA. Marca o fim do primeiro bimestre da temporada regular e o início do período mais difícil do campeonato, em que o cansaço começa a bater, times bons se desconcentram e perdem jogos bobos para times da loteria. É também quando as equipes analisam o que têm mais cuidadosamente e gerentes gerais telefonam um ao outro para discutir trocas para reforçar seus elencos na reta final - ou abrir espaço para um free agent na offseason.

Sintonize durante o Natal inteiro para assistir a cinco partidas importantes. Comece com Bulls-Nets - de graça no NBA LEAGUE PASS - e fique com a gente para Thunder-Knicks, Heat-Lakers, Rockets-Spurs e Clips-Warriors!

Neste ano, a rodada de Natal simboliza esse momento de transição. Estarão presentes candidatos ao título que já se destacam dos demais (Oklahoma City Thunder, Miami Heat, San Antonio Spurs), emergentes que ainda buscam o equilíbrio ideal para desafiar os favoritos (Houston Rockets, Los Angeles Clippers, Golden State Warriors), e times no meio do caminho, tentando descobrir se disputam lugar na pós-temporada ou se devem "explodir" seus elencos e começar a planejar para o inverno (Chicago Bulls, Brooklyn Nets, New York Knicks, Los Angeles Lakers).

O dia começa com dois do último grupo, Nets e Bulls, em um confronto no Brooklyn. É agora ou nunca para o Nets: ou se encontra e embala de uma vez, ou vai ficar no meio do caminho. O proprietário do time alvinegro, o russo Mikhail Phokhorov, não acredita muito em longos períodos de reconstrução, mas sem Brook Lopez para proteger o aro e abrir espaço no garrafão, vai ser difícil segurar Chicago, que já se acostumou a fazer a festa no Barclays Center. O Bulls tem muito talento para ficar fora dos playoffs, especialmente após a chegada de DJ Augustin, que está se adaptando bem a um esquema que destaca o armador. Brooklyn também tem talento, mas não tem a mesma intensidade física. Seu destino dependerá de quanto tempo Jason Kidd precisará para dominar o papel de treinador e armar eficientemente seu elenco. Pelo que vimos na segunda-feira contra o Indiana Pacers, será bem difícil.

Knicks e Thunder, por sua vez, se vêem da mesma forma, mas só um deles é exatamente o que acha que é: um postulante ao título. Esse time, é óbvio, é Oklahoma City. A equipe é liderada por não só um, mas dois candidatos a MVP da temporada: Kevin Durant e Russell Westbrook. Desde que o armador voltou a jogar, recuperado de duas cirurgias no joelho, OKC voltou a ser o time dominante que conquistou a melhor campanha do Oeste em 2012-13. Ele vai tentar desequilibrar o confronto entre Durant e Carmelo Anthony no MSG. Melo, por sua vez, precisa de mais ajuda no Knicks - e ainda mais se a torção no tornozelo sofrida na segunda-feira contra Orlando for séria - e recebeu com o retorno de Tyson Chandler após mais de um mês lesionado. Com o pivô, a defesa novaiorquina melhora da água para… o suco de uva, e dá ao técnico Mike Woodson um problema a menos no processo de ajeitar esse time. Ainda há tempo para o Knicks lutar pela Divisão Atlântico e o elenco tem mais pernas que o do Nets. Vencer OKC no Natal seria essencial para recuperar o ânimo do time.

O jogo de destaque da tarde é Los Angeles Lakers x Miami Heat no Staples Center. É o 40º jogo do Lakers no dia do Natal, o 15º seguido do time. Os fãs esperavam que Kobe Bryant estivesse em ação, mas após a lesão no joelho sofrida na semana passada forçá-lo a parar por mais seis semanas, os torcedores locais não estão tão otimistas para o confronto contra o atual bicampeão da liga. Não deviam: o Lakers neste ano funciona melhor sem Bryant do que com. O sistema de jogo de Mike D'Antoni estava funcionando sem um astro exigindo a bola e um ritmo mais baixo. Está sendo uma surpresa, mas com Pau Gasol no centro do ataque e os demais "pedreiros" trabalhando duro na defesa e correndo, L.A. se tornou candidato aos playoffs. O problema é que, do outro lado, estará um Miami Heat motivado a dar um show num dos maiores palcos da NBA. Já vimos que, quando LeBron James, Dwyane Wade e companhia estão a fim, ainda dão show. Se Miami ainda quiser brigar pelo direito de mando de quadra por toda a pós-temporada, precisa pisar no acelerador agora e jogar para valer, pois Indiana já está abrindo distância.

Esse, inclusive, é o erro deste ano nos jogos de Natal: não incluir Indiana Pacers e Portland Trail Blazers, os dois melhores times da NBA. O sucesso do Portland talvez seja uma surpresa para muitos, mas Indiana começou a temporada como candidato ao título e merecia uma chance de aparecer no Natal. Imagina um Pacers x Knicks no MSG? Quantos clipes dos playoffs de 1994 e 1995 nós veríamos?

Mas tudo bem, porque os dois jogos seguintes são para valer: Houston Rockets x San Antonio Spurs e Golden State Warriors x Los Angeles Clippers. São quatro candidatos ao título no Oeste, apesar de um pouco abaixo ainda de Portland e OKC nesta temporada. Em Houston, Dwight Howard parece já estar adaptado ao seu papel dentro do esquema de jogo, mas o Rockets vem sofrendo com as lesões de James Harden e Jeremy Lin, e ainda pode ficar melhor se trocar Omer Asik por um jogador útil para ficar ao lado de DH no garrafão. San Antonio segue jogando um dos basquetes mais eficientes na NBA mesmo com Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker lidando com lesões e com o envelhecimento de seus corpos. Gregg Popovich controla muito bem os minutos e jogos do trio. Para este período até o All-Star Game, porém, a experiência deles será muito boa para manter o resto do elenco focado.

O jogo entre Warriors e Clippers promete ser um "tiroteio", mas pode não ser bem assim. O Clippers é o quarto time em Offensive Rating,com 106,4 pontos a cada 100 posses, mas vem melhorando na defesa, como se esperava quando Doc Rivers assumiu o time. O Defensive Rating da equipe é de apenas 100,2, e o Clippers manteve quatro de seus últimos cinco oponentes abaixo de 100 pontos. Já Golden State vem logo à frente, com 98,8, sexto melhor Defensive Rating da NBA, e colocou a casa em ordem com o recente retorno de Andre Iguodala. No ataque, os 103 pontos a cada 100 posses o tornam apenas o 13º melhor da liga. Pode parecer menos empolgante que o esperado, mas como ambos os times aceleram o ritmo - o Warriors tem o quinto maior ritmo de jogo, com 99,14 jogadas a cada 48 minutos, enquanto L.A. é oitavo com 97,95 - o torcedor que gosta de ver cestas não vai nem se incomodar com os ocasionais lances defensivos. Para Golden State, a vitória é vital para manter as esperanças de um título na Divisão Pacífico e o mando de quadra na primeira rodada dos playoffs, já que o Clippers venceu o primeiro encontro entre os dois.

Desejo um Feliz Natal cheio de jogos empolgantes para todos nós!

Sintonize durante o Natal inteiro para assistir a cinco partidas importantes.

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • Rockets vs. Kings

    Ray McCallum scores 29 points and grabs nine rebounds as the Kings beat the Rockets on Monday night.
  • Kings, McCallum Accept Trophies

    The Sacramento Kings and MVP Ray McCallum are presented with the Summer League championship trophy
  • Backyard Hoops

    Ray McCallum hits a crazy one-legged three to highlight the Sacramento comeback.
  • Johnson Takes Flight

    Nick Johnson takes the nice feed and deposits the reverse slam with ease.
  • McLemore Explodes to the Rim

    Ben McLemore drives the lane and flushes with the right hand.
  • Canaan Denied

    Eric Moreland swats the Isaiah Canaan offering with authority.
  • Kings vs. Wizards

    MarShon Brooks scores 14 points, Ray McCallum adds 11 points, as the Kings beat the Wizards 74-62 to advance to the Summer League Finals game.
  • Postgame: Ray McCallum

    Ray McCallum speaks to Rick Fox after scoring 11 points in a victory over the Wizards.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Hornets vs. Rockets

    Isaiah Canaan scores 24 points, Donatas Motiejunas adds 18 points as the Rockets beat the Hornets 83-79 to advance to the Summer League Finals game.
  • Mitch Richmond Interview

    Mitch Richmond speaks with Rick Fox about being inducted into the Naismith Hall Of Fame, and about the Sacramento Kings change of culture.