Foi a paixão pelos esportes que fez com que esse ex-administrador de empresas resolvesse tornar-se jornalista. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já escreveu sobre esportes em vários sites e blogs e hoje é o responsável pelo setor de jornalismo de uma grande empresa de cosméticos da região do ABCD paulista. Porém, sua grande motivação ainda reside em comentar e escrever sobre eventos esportivos, especialmente o basquete. É fã e grande colecionador de artigos da NBA desde quando assistiu sua primeira partida ao vivo na antiga Miami Arena há 15 anos.

Altas Expectativas em L.A.

Kobe Bryant não estava nada satisfeito com as últimas temporadas do Los Angeles Lakers. O astro vire e mexe soltava alguma declaração pública onde cobrava a direção da franquia a reforçar o time. Parece que desta vez as reclamações e os pedidos surtiram efeito e o time da Califórnia já surge com um dos grandes favoritos ao título de uma temporada que nem começou.

Não é por menos, afinal dois All-Stars chegaram: o armador Steve Nash (ex-Phoenix Suns) e o superpivô Dwight Howard (ex-Orlando Magic). Sem contar com o ótimo ala Antawn Jamison (ex-Cleveland Cavaliers) No papel teremos um quinteto sensacional formado por Nash, Kobe, Ron Artest (pois é, confesso que não consigo chamá-lo de Metta World Peace), Pau Gasol e Howard. Cinco All-Stars (atuais ou no passado como no caso de Artest) com três prêmios de MVP e quatro prêmios de melhor defensor da temporada. É pouco ou quer mais?

Além disso, o banco de reservas melhorou, graças às aquisições de Jamison e do bom ala-armador Jodie Meeks (Ex-Philadelphia 76ers). Além deles, chegou também o armador Chris Duhon e o ala-pivô Earl Clark como parte da troca com o Orlando Magic. O brasileiro Leandrinho Barbosa chegou a ser cotado como possível reforço, mas a contratação de Meeks praticamente acabou com as esperanças do brasileiro.

Certamente, o treinador Mike Brown terá algum trabalho para domar os egos de Kobe, Nash e Howard. Tanto Nash quanto Howard estão acostumados a serem as principais estrelas de seus times desde quando chegaram na NBA. Porém, este é o time de Kobe e tudo gira em torno dele. Todos terão que ceder um pouco, inclusive Kobe, e se isso acontecer teremos um time fortíssimo em todos os setores e que vai por medo em muita gente.

Vale lembrar que a franquia sempre teve muito sucesso quando se apoiou em pivôs dominantes. Wilt Chamberlain, Kareem Abdul-Jabbar e Shaquille O’Neal estão aí para comprovar o fato. O mesmo poderá ocorrer com Howard, que deverá formar uma dupla de garrafão invejável ao lado de Pau Gasol. Municiados pelo líder em assistências da temporada passada (Nash) então, fica melhor ainda.

Independente de qualquer coisa, o Lakers já surge com grande candidato ao título da temporada 2012/2013 ao lado do atual campeão Miami Heat e do vice Oklahoma City Thunder. Pena que ainda faltam alguns meses para o começo da temporada...

NBA nas redes sociais

Vídeo