Foi a paixão pelo basquetebol que trouxe Rubens Borges ao jornalismo. De 2005 até 2011 Rubens foi repórter do BasketBrasil (http://www.basketbrasil.com.br). Após sair do BasketBrasil, Rubens não conseguiu ficar longe do basquetebol por muito tempo e criou o Hit The Glass (http://www.hittheglass.blogspot.com.br) onde segue iluminando os fãs da NBA.

Chalk Talk: Como Kawhi foi o MVP

O San Antonio Spurs surpreendeu o Miami Heat, atropelando nas Finais e conquistando o título em cinco partidas. Kawhi Leonard tornou-se o quarto jogador mais jovem a ser o MVP (Melhor Jogador) das Finais (Magic Johnson foi o mais jovem e terceiro mais jovem).

Kawhi também foi o sexto MVP das Finais que não participou do All-Star Game da temporada na qual conquistou o troféu. Wallis Reed em 1973 pelo New York Knicks, Wes Unseld em 1978 pelo Washington Bullets, Cedric Maxwell em 1981 pelo Boston Celtics, Joe Dumars em 1989 e Chauncey Billups em 2004 pelo Detroit Pistons são os outros cinco.

Após estar apagado nas duas primeiras partidas Leonard respondeu ao desafio de Gregg Popovich. Com médias de 17,8 pontos, 6,4 rebotes, 1,6 roubadas e 1,2 tocos por jogo, eFG de 72,5%, DRtg de 96,8, Kawhi não só desafogou o ataque do Spurs, mas conseguiu tirar o melhor jogador do mundo, LeBron James, da partida em alguns momentos.

San Antonio começa com um movimento típico do Triângulo. Esse passe para a zona morta, normalmente, não é encorajado. A não ser que você use elementos do Triângulo de Tex Winter.

Após o passe, Manu Ginobili cruza para o outro lado da quadra, Boris Diaw faz um corta-luz em Kawhi.

Rashard Lewis ajuda, tirando a infiltração de Kawhi que imediatamente passa para Diaw. Boris cortará pelo fundo. A defesa do Heat, por algum motivo, não fechou o fundo da quadra.

Diaw vê Manu livre. O passe é natural para o time do Spurs.

Manu poderia ter chutado, mas prefere dar o passe extra. Tony Parker recebe a bola e parte para a infiltração. A defesa do Heat reage como o esperado e defende o garrafão.

Todos reagem bem, menos Dwyane Wade que dorme e dá espaço demais para o passe.

E Kawhi tem espaço para iniciar a virada do Spurs.

Mas nem sempre San Antonio faz um ataque digno de Tiki Taka. Às vezes, uma jogada simples e efetiva é o suficiente.

Tiago Splitter faz o corta-luz para Manu que reconhece o espaço dado pela defesa do Heat. Sério, cara, muito espaço.

Um belo passe de Manu, poderia assistir ao argentino passando a bola o dia inteiro, e Leonard tem mais um arremesso livre.

Mais uma jogada simples, mas linda dos Spurs. A jogada foi feita perfeitamente para o corte de Kawhi. Ela começa com um corta-luz de Tiago em Leonard.

Chris “Birdman” Andersen fica grudado no brasileiro, deixando Leonard correr e embalar para…

Receber um passe na medida de Diaw. Ponte aérea. Mais dois pontos.

A cesta que virou o jogo para os Spurs veio de um erro defensivo do Heat: Rashard Lewis, uma das primeiras coisas que se aprende no basquetebol é ‘pare a bola’. Lewis dá espaço, dá espaço até ser tarde demais.

E uma jogada de coragem de Kawhi: não queria ver o que Gregg Popovich faria com o ala se ele errasse a bola de três na transição.

Quando Lewis se dá conta do que fez, Leonard já engatilhou o arremesso, San Antonio virou o jogo, e Miami viu as chances de título darem adeus.

Mas não foi só no ataque que Leonard foi efetivo. Kawhi segurou LeBron James em 35%FG, 16,7% 3PT e apenas 14 pontos nos três últimos quartos do Jogo 5.

Miami pega o rebote e Leonard já fica colado em James, não deixando o ala, sempre perigoso em contra-ataques, correr.

Eventualmente, LeBron recebe a bola no ataque. Kawhi luta por bloqueios, dribles, trombadas e segue marcando James.

Leonard faz James gastar quase toda a posse, sem dar espaços para arremessos, passes ou cortes para a cesta.

Quando LeBron acha que se livrou de Leonard, o ala do Spurs aparece na última hora para mudar o arremesso, evitando os dois pontos.

Pop tem um bom dilema para a próxima temporada. Certamente Kawhi receberá mais responsabilidades no ataque dos Spurs. Sua USG% subirá e o treinador terá que adaptar mais uma arma mortal ao já reverenciado sistema ofensivo dos Spurs.

Vida ruim, né?

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • Rockets vs. Kings

    Ray McCallum scores 29 points and grabs nine rebounds as the Kings beat the Rockets on Monday night.
  • Kings, McCallum Accept Trophies

    The Sacramento Kings and MVP Ray McCallum are presented with the Summer League championship trophy
  • Backyard Hoops

    Ray McCallum hits a crazy one-legged three to highlight the Sacramento comeback.
  • Johnson Takes Flight

    Nick Johnson takes the nice feed and deposits the reverse slam with ease.
  • McLemore Explodes to the Rim

    Ben McLemore drives the lane and flushes with the right hand.
  • Canaan Denied

    Eric Moreland swats the Isaiah Canaan offering with authority.
  • Kings vs. Wizards

    MarShon Brooks scores 14 points, Ray McCallum adds 11 points, as the Kings beat the Wizards 74-62 to advance to the Summer League Finals game.
  • Postgame: Ray McCallum

    Ray McCallum speaks to Rick Fox after scoring 11 points in a victory over the Wizards.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Hornets vs. Rockets

    Isaiah Canaan scores 24 points, Donatas Motiejunas adds 18 points as the Rockets beat the Hornets 83-79 to advance to the Summer League Finals game.
  • Mitch Richmond Interview

    Mitch Richmond speaks with Rick Fox about being inducted into the Naismith Hall Of Fame, and about the Sacramento Kings change of culture.