Guilherme Buso deu seus primeiros arremessos numa quadra de basquete aos 9 anos de idade. Desde então, disputou todos os campeonatos das categorias de base, atuou por uma temporada de High School nos Estados Unidos e foi parte da equipe adulta de Santo André até sua formação acadêmica como jornalista na Universidade Metodista. Produziu o documentário "Bola ao Cesto", que faz uma retrospectiva detalhada da Seleção Brasileira de basquete masculina. Foi repórter da TV Federação Paulista de Futebol, mas jogar, assistir e comentar os jogos da bola laranja sempre foram sua tarefa predileta. Atualmente, é gerente de comunicação da Liga Nacional de Basquete e escreve para a NBA desde 2007.

Mano a Mano – Spurs Campeão

- Mano a Mano -

No Brasil, é muito comum as famílias se reunirem para falar de futebol. Mas no caso deles, o tema principal dos longos bate-papos sempre foi o basquete. Inspirados pelo pai, Guilherme e Gabriel Buso jogaram basquete desde garotinhos na cidade de Santo André. Coincidentemente, ambos fizeram intercâmbio nos Estados Unidos, no estado de Kentucky, conhecida como uma das grandes capitais da modalidade no país. E por todas essas razões, o esporte da bola laranja é uma paixão inexplicável para ambos. Todas as sextas-feiras, os dois irmãos estarão aqui na NBA Brasil para fazer o que eles mais gostam: falar do maior basquete do mundo. E você é o nosso convidado para participar desse grande debate, afinal, todos nós fazemos parte da mesma família basqueteira.


Todos esperavam uma final equilibrada e decidida no último jogo da série, porém, o San Antonio Spurs mostrou toda sua força emocional, tática e técnica e venceu o Miami Heat por 4 a 1 para sagrar-se campeão da temporada 2013/2014 da NBA. O trio formado por Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginobili fez a diferença e o jovem ala Kawhi Leonard, de 22 anos, sobressaiu nos cinco jogos do confronto e ganhou o troféu de MVP (Jogador Mais Valioso) das Finais.


A conquista dos Spurs é indiscutível e o talento do técnico Gregg Popovich está mais evidente após a conquista de seu quinto título da NBA, ao lado de Duncan, um dos maiores pivôs da história do basquete mundial.

Os irmãos Guilherme e Gabriel Buso analisam os detalhes da final da NBA e os motivos pelo qual o San Antonio Spurs mereceu conquistar mais um título na sua história.


Guilherme Buso
NBA Brasil
Análise do Guilherme

Desde o primeiro jogo da temporada 2013/2014, foi possível ver um San Antonio Spurs muito determinado a conquistar o título da NBA. Mais do que isso, o time do Texas queria não só vencer o troféu de campeão, como também triunfar em cima do Miami Heat e poder dar o troco. E foi exatamente o que aconteceu.

Os Spurs simplesmente mataram o Heat em diversos aspectos. Nos Jogos 1 e 2, o equilíbrio entre as equipes foi nítido, mas ficou claro que a partir do terceiro confronto, o San Antonio conseguiu identificar a maneira que o adversário iria se portar e, rapidamente, focou sua estratégia para segurar LeBron James e companhia.

Na defesa, o time da Conferência Oeste fechou o garrafão, expulsando Chris Bosh e LeBron James para o perímetro, forçando todos os jogadores a arremessar mais de fora. Como a bola do Miami não caiu com boa frequência, os Spurs tiveram toda a tranquilidade para fazer seu jogo coletivo no ataque, característica mais admirável da equipe comandada por Gregg Popovich.

Além do trio principal, Duncan/Parker/Ginobili, Kawhi Leonard, MVP das Finais merecidamente, Danny Green e Patty Mills também foram destaques importantes para o sucesso dos Spurs. Outro que merece todos os aplausos é o brasileiro Tiago Splitter, que na final teve mais dificuldade para encaixar seu jogo diante do leve Miami Heat, mas foi peça fundamental no sistema tático do time de San Antonio durante toda a temporada.

O Brasil se orgulha do pivô que entrou para a história como o primeiro atleta do nosso país a levantar o troféu de campeão da NBA e também se motiva para o final de agosto, quando Splitter se juntará à Seleção Brasileira na disputa do Campeonato Mundial, na Espanha.

Gabriel Buso
NBA Brasil
Análise do Gabriel

De repente o San Antonio Spurs não é mais um time cansado, velho e sem brilho. Eles são pentacampeões e mais do que isso, eles modificaram o nosso jeito de pensar sobre qual é a definição de um time de estrelas e o que é uma bela jogada.

Nós, fãs do basquete, estávamos esperando mais uma série de sete jogos, afinal o que vimos no ano passado foi uma das melhores finais da história da NBA. Cinco jogos foram suficientes, e, felizmente, pudemos ter uma vídeo-aula do mestre Poppovich e os seus pupilos.

Enquanto Miami mais parecia o Cleveland Cavaliers de 2010, dependente totalmente de LeBron James, ao ponto do ala ser o armador da equipe no jogo 5, o San Antonio esbanjava trabalho em equipe com sua incrível movimentação de bola e com uma defesa forte e inteligente.

A fraca Conferência Leste não permitiu que pudéssemos notar as fraquezas do Miami Heat. Dwayne Wade, até então, parecia estar 100%, as bolas de três de Chris Bosh eram uma solução, o banco do time da Flórida era extremamente confiável e eles também tinham a sua forma eficiente de rodar a bola. San Antonio desmentiu tudo isso. Os Spurs, após uma trágica derrota no ano passado, conseguiram se fortalecer com basicamente o mesmo time e mais do que isso, conseguiram fazer com que aqueles que criticavam o jogo chato de Poppovich, o admirassem.

O mais legal desse time e dessa conquista é pensar que o troféu de MVP também cairia muito bem nas mãos de pelo menos três jogadores. Kawhi Leonard realmente mereceu, principalmente a partir do jogo 3 quando começou a ser agressivo no ataque e manteve uma marcação muito eficiente em LeBron, mas não seria nenhuma surpresa se Manu Ginobili e Tim Duncan ficassem com o troféu.

Se já tivemos a era Jordan, quando a individualidade era soberana, agora estamos vivendo a era Spurs.

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • James Gets Busy

    Mike James abuses the defender with the sick step back jumper and drills the triple.
  • Simmons and Graham Highlights

    Check out the highlights from Jonathan Simmons (Championship game MVP, 23 points) and Treveon Graham (22 points) in the Spurs win over the Suns.
  • Oop to Simmons

    Kyle Anderson launches the deep alley-oop lob to Jonathan Simmons who throws it down with two hands.
  • Anderson's Amazing Dime

    Kyle Anderson delivers the amazing behind-the-back dish to Shannon Scott for the deuce.
  • Suns vs. Spurs

    Becky Hammon guides the Spurs to the Las Vegas Summer League title as Jonathan Simmons wins championship game MVP in the 93-90 win over the Suns.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Atkins And-one

    Darion Atkins follows the miss with an athletic tip-in plus the foul.
  • Jeff Hornacek Interview

    Suns head coach Jeff Hornacek talks about his team during the Vegas Summer League championship game.
  • Anderson's 22 Points

    Kyle Anderson puts up 22 points and eight rebounds to lead the Spurs over the Hawks.