Guilherme Buso deu seus primeiros arremessos numa quadra de basquete aos 9 anos de idade. Desde então, disputou todos os campeonatos das categorias de base, atuou por uma temporada de High School nos Estados Unidos e foi parte da equipe adulta de Santo André até sua formação acadêmica como jornalista na Universidade Metodista. Produziu o documentário "Bola ao Cesto", que faz uma retrospectiva detalhada da Seleção Brasileira de basquete masculina. Foi repórter da TV Federação Paulista de Futebol, mas jogar, assistir e comentar os jogos da bola laranja sempre foram sua tarefa predileta. Atualmente, é gerente de comunicação da Liga Nacional de Basquete e escreve para a NBA desde 2007.

Mano a Mano – O Retorno de Leandrinho

- Mano a Mano -

No Brasil, é muito comum as famílias se reunirem para falar de futebol. Mas no caso deles, o tema principal dos longos bate-papos sempre foi o basquete. Inspirados pelo pai, Guilherme e Gabriel Buso jogaram basquete desde garotinhos na cidade de Santo André. Coincidentemente, ambos fizeram intercâmbio nos Estados Unidos, no estado de Kentucky, conhecida como uma das grandes capitais da modalidade no país. E por todas essas razões, o esporte da bola laranja é uma paixão inexplicável para ambos. Todas as sextas-feiras, os dois irmãos estarão aqui na NBA Brasil para fazer o que eles mais gostam: falar do maior basquete do mundo. E você é o nosso convidado para participar desse grande debate, afinal, todos nós fazemos parte da mesma família basqueteira.

>> NBA LEAGUE PASS | Spurs X Timberwolves | Quem vai levar: MVP | Chalk Talk



Após quase um ano fora da NBA e um período rápido de recuperação no NBB, Leandrinho retorna ao Phoenix Suns, clube onde conseguiu suas maiores conquistas na maior liga do mundo. O que os irmãos Guilherme e Gabriel Buso acham desse retorno?

No dia 11 de fevereiro de 2013, o ala/armador brasileiro Leandrinho Barbosa sofreu uma lesão no joelho esquerdo e ficou fora da temporada 2012/2013 da NBA. O atleta, que defendia o Boston Celtics na ocasião, não sabia que aquela lesão poderia atrapalhar seus planos de se manter na maior liga de basquete do mundo.

Naquela mesma temporada, Leandrinho foi envolvido numa troca para o Washington Wizards, mas o contrato de seis meses expirou e o brasileiro ficou sem time. A recuperação demorada de uma cirurgia de ligamento no joelho fez com que o ala/armador voltasse ao Brasil para se tratar e, após alguns meses, decidisse jogar no campeonato nacional, o NBB.

No dia 20 de novembro, o Pinheiros/SKY anunciou, oficialmente, a contratação do jogador, que três dias depois já faria sua estreia na competição, diante do Flamengo. Leandrinho jogou bem, marcou 16 pontos em seu primeiro jogo, e logo deixou claro que estava no NBB se recuperando para poder retornar à NBA. Esse era seu principal objetivo.

Leandrinho atuou em oito partidas da temporada 2013/2014 do NBB, foi o cestinha do Pinheiros, com média de 20,8 pontos por jogo, e mostrou que está realmente jogando em altíssimo nível. Sua performance chamou muito a atenção do Phoenix Suns, que, no último domingo (dia 05), anunciou o retorno do brasileiro à franquia do Arizona, com um contrato meio arriscado, de 10 dias.

Após quatro anos, o brasileiro está de volta à equipe onde ele mais se destacou. Leandrinho atuou nos Suns em sete das 10 temporadas da carreira, chegou a cinco fases de playoffs e conquistou o honroso título de “Melhor Sexto Homem” em 2007. Mais do que isso, o ala/armador ganhou quando atuou pelo time de Phoenix status de um dos atletas mais rápidos e versáteis do basquete mundial.

Será que Leandrinho ainda conseguirá mostrar todo o seu potencial na NBA?

Guilherme Buso
NBA Brasil
Análise do Guilherme

Pude acompanhar bem de perto todo o processo de recuperação do Leandrinho, inclusive, os jogos que ele atuou no NBB e posso dizer que ele está pronto para voltar à NBA. Logo na sua partida de estreia diante do Flamengo, o ala/armador mostrou que, mesmo fora de ritmo, ainda está com a mão calibrada nos arremessos de fora e continua com a velocidade e agilidade que lhe renderam os apelidos de “Brazilian Blur” (borrão brasileiro), “Roadrunner” (Papa-Léguas, personagem de desenho animado), e “Speedy Gonzalez” (Ligeirinho, também personagem de desenho animado).

É claro que Leandrinho, hoje com 31 anos de idade, deve perder na corrida para muitos dos jovens armadores da NBA. Ele, obviamente, não é mais o atleta mais rápido da liga norte-americana. Só que por outro lado, ele ganhou uma maturidade no seu jogo, principalmente no setor ofensivo, que ele não tinha seis, sete anos atrás.

O fato de voltar ao Phoenix Suns também ajuda o ala/armador brasileiro, que sempre demonstrou adorar a cidade e a atmosfera do clube do Arizona. Lá, Leandrinho teve suas melhores atuações, ganhou o título de “Melhor Sexto Homem”, o maior feito individual de um atleta brasileiro na NBA, e conquistou a notoriedade de um dos grandes nomes do basquete mundial.

Tenho certeza que se o técnico dos Suns, Jeff Hornacek, der oportunidade de quadra ao brasileiro, Leandrinho vai mostrar que ainda tem muita lenha para queimar na NBA. Não acha, Bel?

Gabriel Buso
NBA Brasil
Análise do Gabriel

Não há equipe melhor que o Phoenix Suns para a volta de Leandrinho às quadras da NBA. Claro que não é o mesmo Suns de Mike D’Antoni, Amar’e Stoudemire, Shawn Marion e o duas vezes MVP, Steve Nash. Naquele time, o esquema de jogo do atual técnico do Los Angeles Lakers era extremamente ofensivo e perfeito para o então jogador mais rápido da NBA. Não dá para esquecer o altíssimo nível do armador canadense Steve Nash, que conseguiu fazer com que jogadores medianos, como o ala Raja Bell, alcançassem suas melhores médias de pontos nas suas respectivas carreiras.

Gui, concordo com você quando diz que se Leandrinho não é tão veloz quanto antes e hoje é um jogador muito mais maduro. Essa maturidade pode ajudar, e muito, o jovem time dos Suns.

Nessa primeira metade da temporada, a equipe do Arizona vem fazendo um trabalho fantástico. Ela é liderada por uma dupla de armadores muito talentosos, mas pouco experiente quando o assunto é playoffs. O esloveno Goran Dragic, já em sua sexta temporada, foi apenas uma vez para a pós-temporada. Eric Bledsoe, recém-chegado do Los Angeles Clippers, foi aos playoffs em todas as suas duas temporadas na NBA, mas seu nível de protagonismo no time californiano não chega nem perto do atual.

Esse “novo” Leandrinho pode ser uma peça fundamental para a equipe manter o alto nível apresentado até aqui e, porque não, sonhar alto na fase final deste ano.

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • James Gets Busy

    Mike James abuses the defender with the sick step back jumper and drills the triple.
  • Simmons and Graham Highlights

    Check out the highlights from Jonathan Simmons (Championship game MVP, 23 points) and Treveon Graham (22 points) in the Spurs win over the Suns.
  • Oop to Simmons

    Kyle Anderson launches the deep alley-oop lob to Jonathan Simmons who throws it down with two hands.
  • Anderson's Amazing Dime

    Kyle Anderson delivers the amazing behind-the-back dish to Shannon Scott for the deuce.
  • Suns vs. Spurs

    Becky Hammon guides the Spurs to the Las Vegas Summer League title as Jonathan Simmons wins championship game MVP in the 93-90 win over the Suns.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Atkins And-one

    Darion Atkins follows the miss with an athletic tip-in plus the foul.
  • Jeff Hornacek Interview

    Suns head coach Jeff Hornacek talks about his team during the Vegas Summer League championship game.
  • Anderson's 22 Points

    Kyle Anderson puts up 22 points and eight rebounds to lead the Spurs over the Hawks.