Adriano Albuquerque é jornalista esportivo e serviu como editor e repórter do site BasketBrasil (http://www.basketbrasil.com.br) por cinco anos, entre 2005 e 2010. Já passou pelas redações do diário LANCE! e do site Globoesporte.com, e cobriu diversos esportes como basquete, futebol americano, futebol, beisebol, streetball, tênis, vôlei e natação. Também foi assessor de imprensa da Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro e do Botafogo Mamutes. Atualmente, cobre MMA para o SporTV.com. É torcedor do Detroit Pistons desde os tempos dos Bad Boys de Isiah Thomas, Joe Dumars e Bill Laimbeer.

Ganhando à força

Que o Miami Heat já vinha fazendo bullying na NBA há três anos, ninguém tem a menor dúvida: juntar três futuros Hall of Famers no auge de suas carreiras no mesmo time é simplesmente covardia. Ficou ainda mais injusto quando eles acrescentaram um quarto Hall of Famer, Ray Allen, no ano passado. Neste momento, porém, o atual bicampeão está despontando como favorito ao tri neste início de playoffs justamente por jogar com mais agressividade, praticamente forçando sua passagem sobre times inferiores.

>> Pacers X Wizards | Thunder X Clippers | Destaques Mais Recentes | Assista Ao Vivo!

Segundo a reportagem do site da ESPN, a equipe floridiana vem assistindo a jogos de playoffs dos anos 80 e 90 no vestiário antes de suas partidas, como forma de ‘preparação mental’ para entrar em quadra. Nas TVs do recinto, vídeos de séries intensas e violentas como os confrontos clássicos entre Detroit Pistons e Boston Celtics e entre Miami Heat e New York Knicks são exibidos para lembrar ao time que é preciso jogar com maior intensidade nesta fase do campeonato.

Está funcionando. Na primeira rodada, LeBron James aguentou o jogo sujo de Josh McRoberts, que lhe deu uma cotovelada durante o jogo 2, sem reclamar. Nesta segunda rodada, contra um time que o incomodou justamente fisicamente durante a temporada regular, Miami saltou sobre o adversário e vem se aproveitando do desgaste alheio para abrir vantagem. No jogo 2 de quinta-feira, Brooklyn aguentou o ritmo e manteve-se à frente até o terceiro quarto, quando pernas mais jovens e descansadas prevaleceram e o Heat cresceu. Uma posse de bola no final do último quarto foi sintomática: Miami recuperou três rebotes ofensivos seguidos e manteve a bola por 100 segundos, até LeBron James pontuar com uma bandeja.

Outra jogada desenhou o efeito que a intensidade do Heat na defesa tem causado no Nets: com o jogo parelho (82 a 77), após Brooklyn girar a bola por todo o perímetro sem encontrar um jogador livre, a bola enfim chegou a Kevin Garnett, sozinho no meio do garrafão. O ex-campeão e MVP pareceu tão chocado com o espaço que tinha que errou um gancho fácil, praticamente automático. Ele poderia ter ido para a enterrada, fosse alguns anos e cirurgias nas pernas atrás. Chris Andersen pegou o rebote para Miami e, no outro lado, Ray Allen marcou de três pontos do canto esquerdo, após Shaun Livingston e Marcus Thornton se perderem no meio de bloqueios dos adversários.

Manter as pernas frescas para os rounds decisivos e impor sua experiência é a receita para um tricampeonato. Pergunte aos dois últimos times que o fizeram, Chicago Bulls e Los Angeles Lakers. O Bulls de 98 só perdeu um jogo nas duas primeiras rodadas e se guardou para séries acirradas contra o Indiana Pacers (4-3) e Utah Jazz (4-2). O Lakers de 2002 fez o mesmo antes de uma guerra épica com o Sacramento Kings (4-3); nas finais, pegou um New Jersey Nets que já não tinha muitas chances contra ele no papel (a Conferência Leste era ainda mais fraca naquela época, acredite) e varreu em quatro jogos.

Miami sabe que terá muito trabalho na próxima rodada, não importa quem venha: Indiana tem vantagem no mando de quadra e casa bem o jogo; Washington não teme o jogo físico e tem bons pivôs para explorar as deficiências do Heat no garrafão. A vantagem dos bicampeões pode ser justamente as pernas mais frescas, já que o Pacers vem de uma batalha de sete jogos contra Atlanta e esta série contra o Wizards promete demorar para ser resolvida. No Oeste, L.A. Clippers e Oklahoma City Thunder também vão batalhar, e Portland tem potencial para pelo menos estender um pouco a série contra San Antonio vencendo um ou dois jogos em casa. Se Miami mantiver seu domínio sobre o Nets em Brooklyn, seu favoritismo ao título estará cristalizado.

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • James Gets Busy

    Mike James abuses the defender with the sick step back jumper and drills the triple.
  • Simmons and Graham Highlights

    Check out the highlights from Jonathan Simmons (Championship game MVP, 23 points) and Treveon Graham (22 points) in the Spurs win over the Suns.
  • Oop to Simmons

    Kyle Anderson launches the deep alley-oop lob to Jonathan Simmons who throws it down with two hands.
  • Anderson's Amazing Dime

    Kyle Anderson delivers the amazing behind-the-back dish to Shannon Scott for the deuce.
  • Suns vs. Spurs

    Becky Hammon guides the Spurs to the Las Vegas Summer League title as Jonathan Simmons wins championship game MVP in the 93-90 win over the Suns.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Atkins And-one

    Darion Atkins follows the miss with an athletic tip-in plus the foul.
  • Jeff Hornacek Interview

    Suns head coach Jeff Hornacek talks about his team during the Vegas Summer League championship game.
  • Anderson's 22 Points

    Kyle Anderson puts up 22 points and eight rebounds to lead the Spurs over the Hawks.