Thiago Anselmo é estudante de jornalismo e Empresário Jr. da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) e, desde 2006, começou a acompanhar e se identificar com o basquete. Começou a escrever em blogs próprios, e em grandes sites, como o BasketBrasil, tomando a decisão de ser jornalista. Foi pioneiro, junto com dois amigos, na criação da primeira revista eletrônica dedicada ao basquete mundial, a Lance-Livre. Adora fotografia e tem a intenção de, depois de formado, seguir ou na área da fotografia ou então continuar escrevendo sobre basquete, que são as duas coisas que mais lhe agradam nesse ramo da Comunicação Social.

Em jogo disputado, Parker faz seu primeiro triplo-duplo na carreira

Fim de partida no Toyota Center, situada na cidade de Houston, casa dos Rockets. O placar foi de 126 x 134 para o San Antonio Spurs. A alegria era evidente nos rostos de todos os jogadores do time visitante, principalmente do armador francês Tony Parker, que numa bela atuação, conseguiu marcar o primeiro triplo-duplo (dígitos duplos em três quesitos) da carreia na liga.

Parker, que atua há 12 anos na liga, mostra que ainda tem gás para contribuir da melhor forma possível sua equipe e, mostra também, que quando querem eles sabem jogar um basquete limpo, bonito e que dá gosto de ver, podendo até entrar numa briga acirrada pelo título, quem sabe.

O time do Houston estava desfalcado pelo, talvez, seu principal astro, James Harden, que está com uma torção no tornozelo. Então, foi o momento para a estrela de Jeremy Lin brilhar. Relembrando os últimos jogos no NY Knicks, o qual o levou para a mídia, Lin foi o cestinha da partida com 38 pontos, igualando sua melhor marca na carreira, que foi numa partida entre New York e L.A. Lakers. Mas essa pontuação alta não serviu para evitar a derrota dos Rockets diante dos Spurs.

Em um jogo tão corrido e competitivo, o Houston mostrou altos e baixos - em decorrência de uma falta de comando dentro de quadra, mas conseguiu conter, até o fim do tempo regular, o basquete da turma de Poppovich, levando a partida para a prorrogação, depois de uma tentativa de Tim Duncan de fazer a cesta e ser atrapalhado por Carlos Delfino, armador da seleção argentina. Placar no tempo regulamentar: 120 x 120.

Na prorrogação, o time dos Spurs teve mais maturidade e assim que tomou a dianteira no placar, soube controlar e abrir uma vantagem confortável. Em apenas um tempo de prorrogação, o time de San Antonio fez 14 pontos. O maestro do time que, sempre que chama a responsabilidade para si consegue mostrar trabalho, mais uma vez foi decisivo para a vitória. O argentino terminou a partida com 22 pontos, cinco rebotes e seis assistências.

Cestinha do time, Gary Neal fez 29 pontos e também foi importante nessa dura vitória. Green terminou a noite com 14 pontos. Tim Duncan anotou um duplo-duplo, com 10 pontos e 13 rebotes. Tiago Splitter, único brasileiro na noite de ontem, marcou apenas 10 pontos e pegou cinco rebotes, uma quantidade muito abaixo do que vem apresentando.

Mas espere ai: se falou disso tudo, mas não sei quais as numerações do baixinho Tony Parker. Calma, querido leito, aqui está: o francês fez 27 pontos, distribuiu 12 assistências e, por incrível que pareça, com seu 1,88m (comparando ao restante do time, ele é baixo), pegou 12 rebotes num garrafão liderado por gigantes. E a parte sensacional é que todos os rebotes foram de defesa.

Pelos Rockets, além da alta pontuação de Jeremy Lin, Asik anotou 21 pontos (11/14 lances-livres) e 10 rebotes. Chandler Parsons marcou 20 pontos - 50% nas tentativas de três pontos.

Os Spurs pegaram 49 rebotes, sendo 43 de defesa. Isso mostra que o garrafão ofensivo do Houston não funciona tão bem assim. Isso é um problema a ser corrigido caso eles queiram brigar para uma vaga nos PlayOffs.

O time liderado por Greg Poppovich é o líder da Conferência Oeste, com 18 vitórias e quatro derrotas. O Houston é o 10º da mesma Conferência, com mais derrotas do que vitórias: nove vitórias e 11 derrotas.

O próximo jogo do San Antonio será dia 13 de dezembro contra o Utah Jazz. A partida será transmitida aqui no Brasil pela ESPN. O Houston joga novamente em casa, só que no dia 12, contra o time do brasileiro Nenê, o Washington Wizards, time com a pior campanha nessa temporada.

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • Rockets vs. Kings

    Ray McCallum scores 29 points and grabs nine rebounds as the Kings beat the Rockets on Monday night.
  • Kings, McCallum Accept Trophies

    The Sacramento Kings and MVP Ray McCallum are presented with the Summer League championship trophy
  • Backyard Hoops

    Ray McCallum hits a crazy one-legged three to highlight the Sacramento comeback.
  • Johnson Takes Flight

    Nick Johnson takes the nice feed and deposits the reverse slam with ease.
  • McLemore Explodes to the Rim

    Ben McLemore drives the lane and flushes with the right hand.
  • Canaan Denied

    Eric Moreland swats the Isaiah Canaan offering with authority.
  • Kings vs. Wizards

    MarShon Brooks scores 14 points, Ray McCallum adds 11 points, as the Kings beat the Wizards 74-62 to advance to the Summer League Finals game.
  • Postgame: Ray McCallum

    Ray McCallum speaks to Rick Fox after scoring 11 points in a victory over the Wizards.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Hornets vs. Rockets

    Isaiah Canaan scores 24 points, Donatas Motiejunas adds 18 points as the Rockets beat the Hornets 83-79 to advance to the Summer League Finals game.
  • Mitch Richmond Interview

    Mitch Richmond speaks with Rick Fox about being inducted into the Naismith Hall Of Fame, and about the Sacramento Kings change of culture.