Adriano Albuquerque é jornalista esportivo e serviu como editor e repórter do site BasketBrasil (http://www.basketbrasil.com.br) por cinco anos, entre 2005 e 2010. Já passou pelas redações do diário LANCE! e do site Globoesporte.com, e cobriu diversos esportes como basquete, futebol americano, futebol, beisebol, streetball, tênis, vôlei e natação. Também foi assessor de imprensa da Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro e do Botafogo Mamutes. Atualmente, cobre MMA para o SporTV.com. É torcedor do Detroit Pistons desde os tempos dos Bad Boys de Isiah Thomas, Joe Dumars e Bill Laimbeer.

Time do futuro

Nesta terça-feira, fui ao jogo entre Los Angeles Clippers e Minnesota Timberwolves, durante uma visita especial à Califórnia, na esperança de ver um duelo eletrizante entre Ricky Rubio e Chris Paul e entre Blake Griffin e Kevin Love. Acabei testemunhando os renascimentos de Derrick Williams e Michael Beasley, e a certeza de que o Wolves pode não se classificar aos playoffs este ano, mas está em melhor situação para brigar pelo título nos próximos anos do que o "primo pobre de L.A."

Nos duelos específicos de estrelas, Paul e Griffin venceram com sobras. Kevin Love praticamente se recusou a marcar Blake na defesa, embora o Clipper estivesse em cima dele do outro lado. Foi uma noite atípica do camisa 42, que durante o terceiro quarto foi para o vestiário com dores nas costas, aparentemente, e não voltou mais à quadra. Na quarta, ele não jogou contra o Lakers por causa de gripe. Também aparentemente, eu sequei o Ricky Rubio ao dizer que ele tinha aprendido a chutar, e ele errou arremessos mesmo com marcadores a dois metros de distância. Terminou o jogo com somente dois pontos, mas nove assistências. Chris Paul foi espetacular como sempre, e Griffin, apesar de errar duas pontes aéreas e uma enterrada, marcou 30 pontos e mostrou porque alguns o consideram o melhor ala-pivô da NBA atualmente.

De resto, porém, o Wolves deu um banho no Clippers. Apesar de um começo ruim, o time subiu de produção com a entrada de Derrick Williams e Michael Beasley, que marcaram 27 pontos cada. Martell Webster também entrou e mostrou que está recuperado das inúmeras lesões que o acometeram nos últimos anos. A reação do Minnesota foi construída basicamente em cima desse tripé. No último quarto, Minnesota acertou mais de 70% dos arremessos, contra apenas 43% de L.A.

O que ficou claro é que o Timberwolves está pronto para o futuro. Mesmo num dia em que suas duas principais estrelas jogaram abaixo do esperado, o time teve elenco suficiente para vencer. Derrick Williams finalmente pareceu o jogador de Arizona que muitos achavam que poderia ser a primeira escolha do draft. Junto a Rubio e Love, ele pode formar uma base sólida para o futuro. O pivô Nikola Pekovic também jogou bem e, junto a Beasley, é uma peça de troca para trazer mais uma estrela para Minnesota. O Wolves dificilmente consegue alguém de primeira grandeza, mas um jogador de bom nível para complementar esse trio.

O Clippers, por outro lado, depende bastante da dupla CP3-Griffin. O time titular é bom, e Mo Williams é um bom jogador, mas o banco está mais fraco do que eu pensei, especialmente com a lesão sofrida por Chauncey Billups que colocou Randy Foye no time titular. Kenyon Martin claramente não é mais o mesmo de antes de ir pra China - normal pra alguém que operou os dois joelhos - e não se encaixou tão bem. Williams estava meio fora de controle quando assumia a criação das jogadas no lugar de Paul, e às vezes parecia que ninguém além de Paul e Griffin eram capazes de acertar um arremesso - sorte deles que DeAndre Jordan estava lá para limpar a tabela com os rebotes e pontuar nas segundas chances. Não sei, mas não pareceu que o Clippers estava pronto para brigar pelo título ainda, especialmente com Vinny Del Negro como técnico. A ver...

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • Rockets vs. Kings

    Ray McCallum scores 29 points and grabs nine rebounds as the Kings beat the Rockets on Monday night.
  • Kings, McCallum Accept Trophies

    The Sacramento Kings and MVP Ray McCallum are presented with the Summer League championship trophy
  • Backyard Hoops

    Ray McCallum hits a crazy one-legged three to highlight the Sacramento comeback.
  • Johnson Takes Flight

    Nick Johnson takes the nice feed and deposits the reverse slam with ease.
  • McLemore Explodes to the Rim

    Ben McLemore drives the lane and flushes with the right hand.
  • Canaan Denied

    Eric Moreland swats the Isaiah Canaan offering with authority.
  • Kings vs. Wizards

    MarShon Brooks scores 14 points, Ray McCallum adds 11 points, as the Kings beat the Wizards 74-62 to advance to the Summer League Finals game.
  • Postgame: Ray McCallum

    Ray McCallum speaks to Rick Fox after scoring 11 points in a victory over the Wizards.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Oriakhi Cleans Up

    Nik Stauskas misses on the triple, and Alex Oriakhi cleans up strong with the putback dunk.
  • Hornets vs. Rockets

    Isaiah Canaan scores 24 points, Donatas Motiejunas adds 18 points as the Rockets beat the Hornets 83-79 to advance to the Summer League Finals game.
  • Mitch Richmond Interview

    Mitch Richmond speaks with Rick Fox about being inducted into the Naismith Hall Of Fame, and about the Sacramento Kings change of culture.