Adriano Albuquerque é jornalista esportivo e serviu como editor e repórter do site BasketBrasil (http://www.basketbrasil.com.br) por cinco anos, entre 2005 e 2010. Já passou pelas redações do diário LANCE! e do site Globoesporte.com, e cobriu diversos esportes como basquete, futebol americano, futebol, beisebol, streetball, tênis, vôlei e natação. Também foi assessor de imprensa da Federação de Futebol Americano do Rio de Janeiro e do Botafogo Mamutes. Atualmente, cobre MMA para o SporTV.com. É torcedor do Detroit Pistons desde os tempos dos Bad Boys de Isiah Thomas, Joe Dumars e Bill Laimbeer.

Difícil de discordar

Stan Van Gundy. Ô boquinha nervosa.

Pra variar, o técnico do Orlando Magic deu uma choradinha na imprensa nesta semana. Van Gundy, que já reclamou dos árbitros, da defesa, do ataque, da liga e até da rodada de Natal, desta vez declarou que a mídia americana já escolheu Derrick Rose, do Chicago Bulls, para MVP (Jogador Mais Valioso) da temporada. “Não acho que esteja em aberto. A mídia parece ter tomado sua decisão, e são eles que votam. Então acho que acabou”, disse antes do jogo de quarta-feira (23 de março) contra o New York Knicks. O mi-mi-mi foi para defender a candidatura de seu comandado, o pivô Dwight Howard: “Com seus rebotes, pontos e defesa, não acho que haja alguém que cause tanto impacto num jogo quanto Dwight.”

A imprensa americana adotou o discurso de mea culpa, cheia de dedos. Mas no final das contas, não recuou de sua posição: Howard será considerado, mas Rose continua sendo favorito.

Por um lado, SVG está certo: a mídia já decidiu, com duas semanas e meia restando na temporada, que Rose é o premiado e pronto. Todo site que você abre para ler e toda transmissão televisiva parece conter algum comentarista defendendo que o armador do Chicago Bulls é o MVP. Chegaram a um consenso chato e sem graça, bem diferente da incessante discussão LeBron x Kobe x Durant do ano passado.

Mas por outro lado, é realmente difícil discutir com as credenciais de Rose para o prêmio... E é mais difícil ainda argumentar em nome de outros candidatos. Curioso que, num ano tão equilibrado, haja tão poucos candidatos a MVP. Os conjuntos estão se sobressaindo aos talentos individuais. Não dá para dizer com tanta certeza, por exemplo, que Kevin Durant é o jogador mais valioso do Oklahoma City Thunder, que tem Russell Westbrook jogando em alto nível, nem que Kobe Bryant é o mesmo para o Los Angeles Lakers, que foi carregado por Pau Gasol no começo do campeonato e só cresceu quando Andrew Bynum se adaptou à sua função. Manu Ginóbili tem sido o melhor jogador do San Antonio Spurs, mas isso não significa que ele é mais valioso para a equipe do que Rajon Rondo no Boston Celtics, ou até mesmo Kevin Love no Minnesota Timberwolves.

MVP não pode ser simplesmente o melhor jogador do melhor time, mas o sucesso da equipe tem claramente um peso grande nesta eleição. É por isso que um cara como Love não entra na disputa, e por isso que Rose acaba se sobressaindo a Howard e LeBron James, únicos dois que mostram a mesma exuberância e consistência nesta temporada. Esperava-se muito mais do Miami Heat, especialmente após o que James fez com um time bem pior do Cleveland Cavaliers – mesmo que os floridianos vençam seus últimos 11 compromissos, ainda terminarão o campeonato com uma vitória a menos que o Cavs de 2009-10. Também se esperava mais do Magic, que venceu 59 jogos nos últimos dois anos e não o repetirá desta vez. Uma supertroca reformulou a equipe no meio da competição e dificultou a vida do Orlando, mas Howard manteve o time na briga pela parte de cima da tabela.

Rose teve que lidar com uma nova comissão técnica, novos companheiros de equipe, lesões a seus dois principais jogadores de garrafão e um elenco que inclui uma rotação medonha na posição 2 (Keith Bogans, Ronnie Brewer e Kyle Korver) e só tem um outro All-Star (Carlos Boozer). Seus méritos em carregar o Bulls à primeira posição na Conferência Leste (até esta sexta-feira, 25 de março) são óbvios. Seus números individuais (24,9 pontos, 7,8 assistências, 34% em chutes de 3) são ótimos, mas não contam a história toda. Sua liderança e senso de urgência nesta temporada foram inigualáveis.

Desculpa, Stan, mas vou ter que ser “corporativista” nesta questão: a mídia está mais é certa mesmo. Derrick Rose já ganhou...

NBA nas redes sociais

Vídeo

  • James Gets Busy

    Mike James abuses the defender with the sick step back jumper and drills the triple.
  • Simmons and Graham Highlights

    Check out the highlights from Jonathan Simmons (Championship game MVP, 23 points) and Treveon Graham (22 points) in the Spurs win over the Suns.
  • Oop to Simmons

    Kyle Anderson launches the deep alley-oop lob to Jonathan Simmons who throws it down with two hands.
  • Anderson's Amazing Dime

    Kyle Anderson delivers the amazing behind-the-back dish to Shannon Scott for the deuce.
  • Suns vs. Spurs

    Becky Hammon guides the Spurs to the Las Vegas Summer League title as Jonathan Simmons wins championship game MVP in the 93-90 win over the Suns.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Spurs Win Summer League Championship

    Becky Hammon leads the San Antonio Spurs to a championship in the Las Vegas Summer League. Jonathan Simmons wins Summer League Championship game MVP.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Quick Steal and Slam

    Mike James makes the quick steal and goes in for the one-hand jam.
  • Atkins And-one

    Darion Atkins follows the miss with an athletic tip-in plus the foul.
  • Jeff Hornacek Interview

    Suns head coach Jeff Hornacek talks about his team during the Vegas Summer League championship game.
  • Anderson's 22 Points

    Kyle Anderson puts up 22 points and eight rebounds to lead the Spurs over the Hawks.